• Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle

Orgulhosamente criado por Paula Castro

  • Trendy 4u

Coração de Tartaruga


Meu texto mensal sobre ações sustentáveis e relativos a preservação do meio ambiente sai hoje direto das areias das lindas praias da Península de Maraú.


Tive o privilégio de conhecer alguns projetos aqui na região comandados exclusivamente pela iniciativa privada que fazem toda a diferença na fauna e na flora da região.


Uma lição de altruísmo, dedicação e acima de tudo amor!!!

Vou contar então sobre a iniciativa Coração de Tartaruga que abraça a conservação das tartarugas marinhas da Península de Maraú.


Como surgiu a Iniciativa?


A Baía de Camamu possui uma biodiversidade rica e abundante, com praias voltadas ao oceano e a baía, mangues, estuários, costões e recifes de coral. É a terceira baía do Brasil em volumes de águas e foi indicada em 2002 pelo Ministério do Meio Ambiente como região prioritária para a conservação das áreas de restinga, manguezais e recifes de coral e também para a criação de Unidades de Conservação.

Ainda assim, poucos estudos foram realizados nessa região, o que dificulta ainda mais a criação de planos específicos de conservação. E pensando em preservar essa frágil fauna e envolver a população, quatro moradores juntaram forças e decidiram realizar ações com impacto direto na comunidade e no meio ambiente.  


Por quê conservar as Tartarugas Marinhas?


As tartarugas marinhas já habitam a Terra há mais de 100 milhões de anos e, se elas não puderem sobreviver mais, provavelmente também teremos muita dificuldade em sobreviver. Além disso, tartarugas marinhas são ícones de conservação, podendo levar a outras várias iniciativas socioambientais. São consideradas por isso, uma espécie bandeira. Sentinelas do mar, nos trazem notícias sobre a saúde dos oceanos, pois viajam por todo o mundo.


Das 7 espécies que ocorrem no planeta, 5 delas vêm ao litoral brasileiro para se reproduzir e desovar.

Caretta caretta (cabeçuda)
Dermochelys coriacea (tartaruga gigante ou de couro)
Chelonia mydas (verde)
Lepidochelys olivácea (oliva)


Todas incluídas na Lista Nacional das Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção e na “Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza- IUCN Red List”. As tartarugas cabeçuda (em perigo de extinção) e de pente (criticamente em perigo), ocorrem regularmente na Península.


Todos os anos tartarugas marinhas vêm desovar nas praias da Península de Maraú. Embora muitos moradores falem sobre a ocorrência delas, pouco se sabe sobre as espécies que se reproduzem no nosso trecho de litoral, sua frequência, número de ninhos e filhotes de tartarugas que nascem na península. Também não existem dados de óbitos, ou seja, sobre quantos encalhes ocorrem por temporada na península.

A Iniciativa Coração de Tartaruga chega para, juntamente com a população interessada, gerar dados relevantes para a comunidade científica. Hoje, a península é considerada uma área de desova esporádica ou insuficientemente. Mas, mesmo sem registros documentais quanto à ocorrência da desova de tartarugas marinhas, alguns indicadores fortes já apontavam para ocorrência delas na Península.

Com uma coleta de dados documentada, podemos elevar a Península para uma área de ocorrência regular. A Iniciativa Coração de Tartaruga nasceu desse desejo e se propõem a uma jornada viável, tangível, sensibilizando moradores e turistas, preservando as áreas de desova e ninhos das tartarugas marinhas e coletando dados com a ajuda de voluntários residentes sobre a presença delas por aqui.


A iniciativa Coração de Tartaruga é uma iniciativa de ciência cidadã, que caracteriza atividades e projetos de conservação, onde existe forte cooperação entre a comunidade científica e o cidadão comum. A ideia de que não é necessário ser cientista para fazer ciência resume o conceito da Iniciativa Coração de Tartaruga. O engajamento da população em atividades de pesquisa pode fornecer dados importantes sobre a biodiversidade local.

O que a iniciativa já faz e está se organizando para colocar em prática?


1. Preservação

Ações que visam preservar áreas de desova e ninhos das tartarugas marinhas na península de Maraú. Executar campanhas informativas/educativas sobre a ocorrência de tartarugas marinhas alertando para os impactos do trânsito de veículos nas praias, foto poluição de empreendimentos e casas;


2. Educação e Sensibilização Ambiental

Ações práticas que visem conscientizar e educar, para aproximar comunidade e natureza, entregando informação para que todos possam se tornar agentes de preservação. Atividades de educação ambiental nas escolas das comunidades do Cassange, Saleiro, Saquaíra e Algodões, campanhas de limpeza de praias e de fechamento de acessos de veículos para as praias;


3. Comunicação

Divulgação da Iniciativa em redes sociais e em ações pontuais dentro da comunidade como palestras e presença de convidados da área da conservação. Compromisso com uma gestão transparente e com informações acessíveis a todos que se interessarem pela iniciativa e se tornem apoiadores ou parceiros, confecção de materiais informativos e placas educativas.


4. Fomento à Pesquisa e Captação de recursos

Conhecimento contínuo com incentivo a criação de outras iniciativas socioambientais e campanhas para captação de recursos que garantam a continuidade das ações.

A meta é monitorar inicialmente 20 km da península entre Lagoa Azul e Ponta da Folha e avaliar, corrigir e replicar o piloto para outras áreas a cada ano.

E os objetivos principais são: monitoramento e proteção de áreas identificadas de desova e nidificação das tartarugas marinhas, coletar dados sobre a ocorrência das tartarugas marinhas na Península de Maraú e sensibilização da comunidade fixa ou flutuante.


Quando o litoral brasileiro foi surpreendido com o derramamento de petróleo, a Iniciativa Coração de Tartaruga ampliou a área de atuação, pelo tempo necessário, e criou a base para atendimento emergencial da fauna marinha atingida pelo óleo. O objetivo geral da criação da base foi orientar a população sobre respostas adequadas em casos de encontro com animais oleados, facilitando o resgate desses animais e direcionamento à base de atendimento para reabilitação desses animais.


O objetivo geral da criação da base foi orientar a população sobre respostas adequadas em casos de encontro com animais oleados, facilitando o resgate desses animais e direcionamento à base de atendimento.


A Iniciativa Coração de Tartaruga, além de dar continuidade às ações de conservação das tartarugas marinhas, concentrou esforços na redução e na mitigação dos impactos causados pelo vazamento de óleo sobre, mais especificamente, tartarugas marinhas e aves marinhas e treinamento para resgate de fauna oleada de profissionais da área ambiental. A Petra foi uma das tartarugas reabilitadas no centro foi solta com sucesso. A seguir, acompanhe como foi a preparação para o dia da soltura:

Em novembro passado estive por aqui e encontrei parte do exército deslocado para a limpeza das praias.

A Península de Maraú compreende áreas onde ocorrem desova de 2 espécies de tartarugas marinhas, além de servir como área de alimentação, reprodução, nidificação e berçário desses animais. A temporada 2019/2020 para reprodução e desova das tartarugas marinhas se iniciou em setembro e já registradas ocorrências como: encontro com fêmeas subindo para desovar, rastros e ninhos, além do nascimento de tartarugas de pente na praia Lagoa do Cassange.

Para viabilizar a criação da base de forma rápida, com os recursos necessários para atendimento correto dos animais, se fez urgente a aquisição de materiais e equipamentos imprescindíveis ao atendimento dos animais petrolizados.


Por isso, se você quiser e puder ajudar com qualquer contribuição para o projeto, será muito bem vindo.


A questão relativa ao óleo passou porém a iniciativa se mantém com recursos particulares e toda a ajuda se faz necessária.


Conheço as pessoas, acompanhei parte do trabalho e assino embaixo sobre a seriedade.

Agora, para fechar com chave de ouro, espero que se emocionem com as imagens das tartaruguinhas saindo para o mundo, lembrando que, de 1000 tartaruguinhas, apenas 1 chegará a vida adulta reprodutiva.


Vários desovas foram feitas aqui em frente ao hotel onde estou.



Dani Mollo

#TRENDY4U #TRENDY #DANIMOLLO #peninsulademarau #tartaruga #preservacao #sustentabilidade #coracaodetartaruga #bahia


34 visualizações