• Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • YouTube - Grey Circle

Orgulhosamente criado por Paula Castro

  • Trendy 4u

VINHOS: CHILE



Embora a indústria vinícola só tenha começado a florescer em solo chileno após a independência do país, a história da relação entre essa nação e a bebida começou muitos anos antes do acontecimento desse evento.


A introdução do vinho para o povo chileno se deu em meados do século XVI, com a chegada dos colonizadores espanhóis na América do Sul.

De acordo com historiadores, os primeiros vinhedos foram iniciados por Francisco de Aguirre, na região norte do país. Já na capital Santiago, o processo começou por obra de Diego Garcia de Cáceres, responsável pela plantação das primeiras videiras que mais tarde forneceriam matéria-prima para uma das mais apreciadas bebidas de todo o mundo.


Anos mais tarde, mais precisamente na década de 1780, a qualidade dos vinhos já estava consolidada e as exportações dos produtos aumentaram exponencialmente. Com elas, cresceram os investimentos em vinhedos no país, observando que as condições climáticas são ideais para o cultivo dessa fruta.

Hoje em dia, o país é reconhecido mundialmente como um produtor de vinhos de qualidade e com muita personalidade.


As exportações dos vinhos chilenos estão a todo vapor e chegam a mais de um bilhão de dólares anualmente, com mercados espalhados nos cinco continentes. Há, inclusive, um pesado investimento estrangeiro no país, com o uso do solo e do território para a produção externa, o que fomenta ainda mais o setor.

Vou falar sobre as regiões dos vinhos


Aconcágua


É uma das partes mais ensolaradas do Chile e as áreas normalmente escolhidas para o cultivo da vinha são aquelas encontradas em maior altitude.

As icônicas uvas de Bordeaux como Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc produzidas no Aconcágua são únicas, com características mais rústicas e com toques de especiarias e frutas secas.

Maipo


O Vale do Maipo, como também é conhecido, é uma das regiões mais históricas do Chile, especialmente quando se fala sobre vinhos. Afinal de contas, foi aqui que os conquistadores espanhóis iniciaram a sua plantação de uvas.

Sua proximidade com a capital permite que os visitantes estiquem o passeio e se deslumbrem com as paisagens da região enquanto visitam Santiago. A principal estrela da região é a uva Cabernet Sauvignon.

Vale Rapel


Essa área produz quase um quarto de todo o vinho chileno e é bastante extensa, percorrendo boa parte das cadeias montanhosas do país. A região é especializada em uvas tintas, mas podemos encontrar bons exemplares de Chardonnay e Sauvignon Blanc. Além disso, a Malbec também está sendo difundida no local, se tornando uma nova alternativa para os vitivinicultores.

Vale de Colchagua


A região está localizada a cerca de 160 quilômetros da capital Santiago, em uma área mais ao sul. O clima predominante do local é quente e seco. Em relação ao solo, podemos dizer que ele é composto por uma mistura de granito, argila vulcânica e xisto. Por conta disso, a região é constantemente comparada ao Napa Valley, na Califórnia (EUA). De todas as variedades de uvas cultivadas na área, destacam-se a Syrah e a Cabernet Sauvignon.

Cachapol


Localizada próximo aos Andes, esse local proporciona vinhos muito elegantes, onde as clássicas uvas de Bordeaux se fundem perfeitamente com a delicada Carménère.

Além disso, a produção de Cabernet Sauvignon é muito importante para a região, mais especificamente em uma sub-região conhecida como Peumo. Vale a pena se aventurar e experimentar um pouco dessa cultura em sua visita ao Chile.

Vale do Maule


Em extensão territorial, a região vinícola do Vale do Maule é sem dúvidas a maior de todo o Chile. Ela está localizada a quase 300 km de Santiago e conta com uma imensa diversidade de uvas produzidas.

Por conta de seu clima relativamente quente, a produção aqui é bastante variada. Podemos encontrar vinícolas que trabalham, por exemplo, com as variedades Merlot,, Malbec, Carignan, Pinot Noir, Chardonnay e Carménère.

A variedade Chardonnay é amplamente difundida e ocupa o terceiro lugar no ranking de uvas mais produzidas no mundo. As frutas originadas no Chile possuem notas frutadas e sabor marcante.

Por tradição, é usual que o Chardonnay estagie em barricas de carvalho, esta aportando maior estrutura, complexidade e persistência ao produto. Atualmente, o Chile explora com maestria a elaboração de bons exemplares brancos, embora os tintosainda sejam os maios produzidos e aclamados.

Já deu para perceber que a localização geográfica do Chile faz com que as uvas produzidas no país sejam bastante diferentes entre si e mais ainda entre as produções de outros lugares do mundo.

Vanessa Ierizzo

Chef e amante do mundo

#TRENDY4U #TRENDY #VANESSAIERIZZO

6 visualizações